Tag Archives: Arte

Lareira de arte: Focus

20 jul

“Sem poesia existe-se sem viver” já disse Dominique Imbert, criador da Focus, lareiras que são verdadeiras obras de arte.

Há quarenta anos, a Focus produz esculturas em forma de lareira, numeradas e assinadas. O negócio começou por acaso, em um ateliê pobre, quando o escultor Dominique Imbert escultor resolveu fabricar a própria lareira da casa antiga recém-comprada. Um amigo viu, gostou e encomendou uma. Dominique fez uma parecida com a sua, só que giratória. O começo de tudo, porém, foi bem complicado.

Com design inovador, o modelo Gyrofocus ganhou o “world’s most beautiful object”, concurso internacional de design de Pulchra, na Itália). A lareira gira para aquecer por igual os espaços do apartamento e é inovadora – mesmo sendo criada nos anos 60 – porque ela pode ocupar o centro de um ambiente, sem precisar ficar encostada na parede.

O modelo Heterofocus de lareira para loft rústico-chique é esculpida em bruto, aço polido, com ou sem porta. Sua forma áspera, irregular é ainda reforçada pelas suas soldaduras visíveis.

As lareiras fogem à tudo que seria convencional e transporta o ambiente para curvas e traços que agradam a mente humana, proporcionando conforto, eficiência energética, praticidade e estética. Os modelos possuem preços que variam de 3000 a 15000 Euros, fora a instalação, que fica em torno de 2000 Euros.

Hoje, Dominique Imbert possui uma empresa, com alcance mundial, dedicada à venda de diversos modelos da Focus e ela está com projetos cada vez mais ambiciosos para ganhar o mercado brasileiro, que por sinal já representa grande parte de suas vendas pela internet.

Durante todo esse tempo da empresa Focus já são mais de 3 mil modelos desenvolvidos, alguns premiados e expostos em centros e museus de prestígio, como o Guggenheim de Nova York e os de arte contemporânea de Bordeaux e Estocolmo.

No mais novo hotel da rede Fasano, no interior de São Paulo, uma linda lareira aquece os hospedes no centro do living. E muitas outras casas por aqui também possuem essa obra prima!

E se você ficasse sozinho?

2 dez

A solidão te dá medo ou é inspiradora? Mas a pior solidão é aquela no meio de uma multidão, se é que isso existe, não é? Esse tema, que às vezes assusta, serviu de inspiração para o fotógrafo Laurence von Thomas.

A partir do sentimento de estar sozinho Von Thomas começou a colecionar lindas e poéticas imagens sobre o assunto em um tumblr aqui na rede que leva o nome de “If You Leave”.

O projeto, que começou em 2009 com imagens feitas por ele, logo ganhou espaço e um toque coletivo.  O fotógrafo reuniu ali não só fotos suas, como retratos inspiradores feitos por outros artistas.

Mais de 250 imagens tiveram destaque na página virtual. O sucesso foi tanto que o tumblr se desdobrou em um primeiro livro e até uma exposição. Mas o tumblr não parou e agora uma nova publicação acaba de chegar às prateleiras.

Hoje, o fotógrafo Laurence von Thomas tem mais de três mil seguidores em seu blog e a série de imagens ganhou novo livro lançado no último dia 3 de novembro, em Londres.

Essa foto é minha. Inspirada nesse projeto nada solitário

A nova obra pode ser comprada por 16 libras (quase R$45), mais frete, no próprio site do projeto.

No twitter: @Open_Closet

Já curtiu a página do Blog OpenCloset no facebook?? Corre lá!

Saiu na revista Bravo! desse mês:

24 out

Há algumas semanas falamos sobre o trabalho de Ursus Wehrli, um artista suíço que está tentando tornar o mundo menos assimétrico. E esse mês o mesmo trabalho saiu na revista Bravo!.

Parece piada, mas sua tentativa de racionalizar e organizar resultou, primeiro em um manifesto e, agora, num livro de fotografias: “The Art of Clean Up”.

Vale dar uma olhada:

Veja como ele organizou o parque:

No twitter: @Open_Closet

Já curtiu a página do Blog OpenCloset no facebook?? Corre lá!

Nossa cor de cada dia

28 set

Oiii meninas,

Com já mostramos em outros posts (1) (2) (3) (4), esse verão será absurdamente eclético!! Branco, Nude, Color Block, Estampas… vai rolar de tudo! Além das mini estampas que já estão bombando por aí como estrelas pequenininhas, micro bolinhas, etc, hoje, eu vou falar das cores e estampas máras, que marcaram presença nos desfiles internacionais nas últimas semanas.

Para começar, as cores vibrantes da Dolce&Gabbana!! Segundo os estilistas, a intenção foi justamente usar as cores para passar mais energia para a coleção! A D&G brilhou com vestidos de seda estampados e peças que mais pareciam um lenço amarrado de qualquer jeito, que deram um ar bem gracioso e estiloso! Olhem que arraso!

Amei! Amei! Amei! Repararam que até as sandálias estão estampadas?? A D&G pode tudo né? Como somos um blog democrático, também tem a opção para quem quer estampa mais clarinha ou tons pasteis com estilo mais menininha, assim como a coleção da Jill Stuart, que esbanjou
meiguice e feminilidade na semana de moda de NY.

Lindos também né?! O que eu mais gostei foi que mesmo prevalecendo os tons pastéis, Jill Stuart não esqueceu da cor do verão, tangerina!! As peças mais marcantes dessa coleção são: saias, shorts, hot pants e a calça que vai até a altura do tornozelo com estilo mais larguinha.

E agora, para quem curte de arte, não vai poder deixar de lado a coleção das irmãs Mulleavy inspirado nos clássicos de Van Gogh. É tão apaixonante que dispensa comentários olhem aí:

O que vocês acharam?

bjs

@Open_Closet

Já curtiu a página do Blog OpenCloset no facebook?? Corre lá!

E do caos nasceu…

2 set

A arte! O fotógrafo suiço Ursus Wehrli  criou o projeto “The Art Of Clean Up”. Ele fotografa diferentes objetos e ambientes com um único objetivo: transformar a (des) organização em arte.

Fiquei me perguntando se ele aproveitou um possível tok e canalizou na fotografia. Não é possível??!

Só sei que eu queria ele no meu closet. Imagina?? Tudo organizado por tamanhos e cores? Fenômeno.

Você já curtiu a página do Blog OpenCloset no facebook?? Corre lá!


Anjos polêmicos

3 jun

O Fotógrafo Fábio Cabral virou o centro da discussão sobre liberdade de expressão artística desde a publicação de seu livro “Anjos Proibidos”, em 1991.

Era noite de autógrafos,  quando Fábio recebeu convidados na galeria Paulo Figueredo, em SP, para o lançamento de seu mais novo trabalho: livro com 25 fotografias em preto-e-branco de meninas, com idades entre 10 e 17 anos,  semi-nuas, em poses sensuais.

O sucesso foi imediato. Dos 500 exemplares impressos, metade foi vendida naquela mesma noite. Depois de receber o apoio de amigos, familiares e artistas, Cabral saiu do lançamento e foi para a Argentina cobrir um campeonato de esqui.

Quando o fotógrafo voltou ao Brasil, dez dias depois, o cenário era completamente diferente. Por determinação da justiça, seu livro foi apreendido. Cabral,  algumas meninas fotografadas e seus pais – que autorizaram o trabalho – foram levados a julgamento sob acusação de incentivarem a pornografia infantil.

Depois de mais dois anos de processo, cinco audiências e muita repercussão na mídia, Cabral foi considerado inocente.

Por  ordem judicial, os 236 exemplares do livro que não haviam sido vendidos no vernissage,  foram guardados em casa até a resolução do caso. Nesse momento, porém, sua vida profissional já estava muito diferente. Seu nome, que teria saído na folha ilustrada também estampava páginas policiais. Cabral esteve em muitos programas de televisão e saiu nas capas dos principais jornais do país. A essa altura, ele já havia se tornado um profissional muito conhecido. Foi procurado por muitas celebridades, que pediam para serem fotografadas por ele.

Agora, 20 anos depois, Cabral está lançando o livro “25 Anos do Artista”, uma coletânia de 365 fotos que resumem seu olhar fotográfico durante esses anos de carreira. Curiosamente, “Anjos proibidos” não integra a coleção.

Depois de toda a discussão e reflexão sobre pornografia x sensualidade e sobre quais são os limites da arte – é legítimo impor limites para o artista? – incitada pelo livro, a obra, é hoje, objeto de colecionador. Uma raridade só encontrada, esporádicamente, em ofertas na internet, por preços que variam de R$10 mil a R$16 mil.

_______________________________________________________________________________________________

Coletânia

25 anos do Artista, de Fábio Cabral. Edição do autor, 365 páginas. R$ 90.

_______________________________________________________________________________________________

*Fotos: Fábio Cabral / Montagens: Equipe OpenCloset

%d blogueiros gostam disto: