Pele sintética no inverno é tudo!

13 jul

Um dos itens hits deste inverno é o casaco vintage, de pele fake, inspirado nos antigos casacos de pele verdadeira.

Eles lembram as peças exageradas dos anos 1970 e fazem uma boa parceria com calças justinhas, as skinny, que dão um toque fresh à produção.

Depois dos desfiles desses casacos nas ruas europeias desde o ano passado, o item chegou às lojas brasileiras. O casaco de peles deixou de ser usado apenas em festas e ocasiões mais pomposas. Agora, compõe com muito bom gosto o look do dia-a-dia. A prova disso, é que podemos encontrar a peça nas coleções de outono/inverno das lojas de fast fashion. #paranossaalegriaaaa

Há diferentes modelos, desde o casaco mais clássico ao mais glamoroso, como os de animal print, e os coletinhos que, além de mais leves, tem tudo a ver com o inverno nada polar do Rio de Janeiro.

Veja onde encontrar alguns modelos:

1-Leeloo (R$287) 2-Sollas (R$169)
3- Q-Guai (R$310) 4- My Philosophy (R$188)

1-Mary Zaide (R$585)
2-Sacada (R$258)

1-PianuraStudio (R$409) 2- Espaço Fashion (R$329)
3-Checklist (R$189) 4- Karamello (R$199,90)

Mas lembre-se: peças de pele verdadeira estão cafoníssimas porque já saiu de moda há algum tempo tudo que faz mal a qualquer tipo de ser vivo. Na hora de comprar o seu casaco ou qualquer outra peça de pele, adquira a pele sintética. Assim você protege a natureza e economiza o seu dinheiro – pois a pele sintética é muito mais barata.

Saiba porque não comprar pele verdadeira:

*Este vídeo pode conter cenas fortes

Todos os anos mais de 10 milhões de animais selvagens são capturados e vendidos para a indústria das peles, usando uma série de armadilhas cruéis mas que ainda são legais em muitos países, infelizmente.

Uma das armadilhas com efeitos mais devastadores é composta por um par de “mandíbulas” de aço. Os maiores danos são quando o animal, em pânico, tenta se libertar, ferindo-se, partindo ossos e dentes e chegando  até a se mutilar para escapar da armadinha.

Para piorar o sofrimento é frequente que permaneçam nas armadilhas até 3 dias, antes que sejam recolhidos pelos caçadores. O caçador, em seguida, mata o animal com um tiro, com pancadas na cabeça ou pisando a cabeça e levantando o corpo para partir o pescoço.

Além de animais selvagens, mais de 2 milhões de cães e gatos domésticos são mortos e vendidos para o fábrico de artigos de pele toda ano. Na China, os cães pastor-alemão são os mais procurados devido à sua semelhança com espécies selvagens como o coiote ou raccoon.

Atualmente, a indústria das peles tem os maiores ganhos não na venda de casacos de pele, pois as campanhas contra sua utilização tem sido eficazes, mas na venda de objetos adornados com pele, como botas, luvas ou golas de casacos. Estes objetos são frequentemente baratos, devido aos meios utilizados nas quintas de criação, e, por isso, o consumidor é levado a pensar que se trata de pele falsa.

Algumas maneiras simples de verificar se está a comprar pele verdadeira ou de imitação:

Role o pelo entre os dedos, a pele verdadeira é macia e sedosa, a falsa é áspera;

Sopre o pelo de modo a separá-lo, a pele verdadeira apresentará pelos com vários comprimentos e com coloração desigual, a falsa é uniforme;

Tente perfurar a base da pele com um alfinete, a pele verdadeira tem couro na sua base logo será difícil de perfurar, a falsa fura-se facilmente;

Retire cuidadosamente alguns pelos e aproxime-os de uma chama, a pele verdadeira cheira a pelo queimado (como quando nos queimamos), a falsa derrete como o plástico, tornando-se rija e disforme.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: