Um dia inteiro na saída do elevador

25 maio

Ontem encontrei um amigo que não via há alguns anos. Foi rápido, nos encontramos de repente em um prédio comercial, ele saindo de um elevador e eu doutro.  Quando perguntei como ele estava, me respondeu: “Tô bem. Cuidando do que precisa ser cuidado…”

Não é bem isso que se espera com um “tudo bem?” despretensioso, não é? Acho que por isso essa frase não saiu da minha cabeça. Afinal, quantas pessoas você encontra depois de anos e te fazem pensar no sentido de uma palavrinha tão bonita em apenas alguns segundos?

Então comecei a refletir sobre coisas e pessoas que amamos e o valor que damos a elas.

Nunca vou saber a quê ele se referia. Talvez, só aquele instante, ele tenha percebido as coisas que precisariam da sua presença e dedicação. Como vamos saber?

Ele poderia estar falando sobre a vida profissional. Afinal, quantas vezes adiamos um sonho por medo de arriscar? Tirar nossos desejos da marginalidade também é cuidar.

Ou ele pode ter se referido à sua própria vida. Quando nos envolvemos numa rotina de compromissos e obrigações, caímos num abismo de desconexão com nossa essência e nossas verdadeiras prioridades. Quem sabe ele resolveu tirar do baú os planos deixados pra depois? Ou relembrar as memórias que precisaram ser camufladas para pararem de doer? Ou então marcou todos os médicos de uma só vez, decidindo que nesses dias cuidaria dele, ao invés de esperar que alguém o fizesse.

Talvez tenha resolvido, apenas agora, tomar uma atitude e apoiar o veto da presidente Dilma ao código florestal? A natureza é um lugar bom para canalizar nossas energias. Sempre voltam pra gente.

Mas talvez ele falasse de um grande amor, como quem acaba de aprender que é preciso cuidá-lo para tê-lo feliz. Porque cuidado é uma atitude de ocupação, preocupação, de responsabilização e de envolvimento afetivo com o outro.

E então pensei: quantas vezes deixamos de cuidar daquilo que nos é mais caro, raro e belo?

Quantas vezes na nossa vida fazemos coisas chatas, mas que são importantes para o outro? Poucas, eu sei.

Quantas vezes fazemos quem amamos se sentir a pessoa mais importante do mundo? E não vale ser no aniversário.

Quantas vezes ficamos meses sem ver alguém porque não temos tempo? Trabalhamos muito, eu sei.  Enquanto isso a gente enrola com um “Vamos marcar! Saudades…” no facebook.

Ou quantas vezes não sabemos expressar o que sentimos e pensamos: “tudo bem, eu sou assim”, sem lembrar o que amor precisa ser zeloso?

Não há mais espaço para as falsas prioridades, os dias já são curtos demais. Então corre.  Vá cuidar do que realmente precisa ser cuidado.

7 Respostas to “Um dia inteiro na saída do elevador”

  1. Larissa 29/05/2012 às 17:47 #

    Que lindo, Dani. Adorei esse post. Não conhecia seu blog. Parabéns! Você conseguiu expressar muito bem a correria do nosso dia e o escalonamento de prioridades muitas vezes erroneamente….

  2. viviane surrage 29/05/2012 às 09:04 #

    Vc iluminou meu dia! adorei o que escreveu , valeu !!!! bjs

  3. manoela 25/05/2012 às 19:33 #

    É, Danizinha, não tá fácil olhar pro que realmente importa. Tenho pensando bastante sobre isso.
    Sempre bom parar um pouquinho e reavaliar nossas prioridades, principalmente, porque quando nos damos conta, já estamos num ritmo alucinante sem nem ter escolhido isso de forma totalmente consciente. Enfim, TENTEMOS!
    Bjoka

  4. Eduarda Tannuri 25/05/2012 às 19:30 #

    Lindo lindo

  5. Anônimo 25/05/2012 às 17:57 #

    Isto é real, Dani. Precisamos de mais urgência para cuidar de quem amamos. Beijos meu amor

  6. karolsandrini 25/05/2012 às 16:38 #

    Adorei, Dani! Aliás, sempre adoro sua escrita! Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: