“Não temos tempo a perder…”

5 set

Quem nunca quis ter uma máquina do tempo, bem no estilo “De volta para o futuro”?

Pois é, esse final de semana fui assistir ao filme brasileiro “O Homem do Futuro” e essa questão voltou aos meus pensamentos inquietos.

Até hoje somos pegos por uma curiosidade, quase que tentadora, de sabermos como será o nosso “depois”; o “after-party”. Gostaríamos de nos teletransportar para depararmos com nós mesmos daqui a uns dez anos e perguntarmos: “E aí, como estou? Tomei as decisões certas? Casei? Tive filhos? Sou bem sucedida? “ Esse interrogatório todo para descobrirmos a peça-chave: “Sou feliz? Valeu a pena?”

A partir daí brincarmos feito Lego com nossas vidas. O fato é que, ainda não inventaram essa máquina, sendo assim, viveremos eternamente com interrogações soltas que podem nos tirar o sono. Mas, no final das contas, a única pessoa que poderá ser responsabilizada pelos nossos fracassos e sucessos somos nós mesmos.

Tomar decisões requer riscos, escolhas e renúncias. E ninguém melhor do que nós para sermos os autores da trama. Assim como acontece em outro filme brasileiro, “A Dona da História”, no qual a personagem da Marieta Severo se encontra com seu passado e decide fazer um novo começo, alterando o rumo das coisas e criando diferentes versões para sua própria vida.

E ela se questiona: “E se eu não tivesse ido aquela festa? Se tivesse escolhido um outro marido ou um outro emprego?”

Muitas dúvidas que provavelmente ficarão sem conclusões, afinal, como a vida é apenas uma temos que arcar com nossas escolhas para vivermos da melhor forma possível. Mesmo porque nem sempre iremos acertar.

Assim como disse o Zero (Wagner Moura): “não existe vida sem problemas. Não podemos fugir deles.” E não podemos mesmo!! Felizmente (ou infelizmente) faz parte do nosso amadurecimento, do roteiro da nossa história, mesmo quando eles não estavam nos scripts. Eles nos ajudam a definir quem seremos e a forma como lidaremos com as questões mais complexas.

Por isso, é preciso muito mais que certezas, é preciso coragem para assumir suas vontades. Talvez, o charme da vida seja exatamente isso, arriscarmos assim como num jogo de pôquer, sabendo que nem sempre teremos sorte no jogo. Mesmo porque não há nada mais entendiante do que já saber o final da história.

Então, pule de bung jump na sua vida e mergulhe de cabeça nas suas escolhas, faça valer a pena. Como diz a música tema do “O Homem do Futuro” “Temos todo o tempo do mundo… e ainda somos tão jovens, tão jovens…”.

Eu particularmente detesto clichês, apesar de muitas vezes ser inevitável não usá-los, mas terei que finalizar essa crônica com uma frase já bem conhecida do Chico Xavier, que se encaixa perfeitamente nesse grand finale: “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”

Só depende de vc!

Bjos e Boa semana!!

——————————————————————————————————————————————————————————

O Homem do Futuro:

– Cinépolis Lagoon: 20:20h

– Fashion Mall: 21:30h

– Shopping Leblon: 21:15h

– Rio Sul: 21h

– Roxy: 21:20h

– Shopping Tijuca: 21h

– Downtown: 21:30h

– Botafogo Praia Shopping: 20:30h

Você já curtiu a página do Blog OpenCloset no facebook?? Corre lá!

Uma resposta to ““Não temos tempo a perder…””

  1. Fer 05/09/2011 às 16:24 #

    Amei Mariazinha!!!!!! lindo lindo lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: