Anjos polêmicos

3 jun

O Fotógrafo Fábio Cabral virou o centro da discussão sobre liberdade de expressão artística desde a publicação de seu livro “Anjos Proibidos”, em 1991.

Era noite de autógrafos,  quando Fábio recebeu convidados na galeria Paulo Figueredo, em SP, para o lançamento de seu mais novo trabalho: livro com 25 fotografias em preto-e-branco de meninas, com idades entre 10 e 17 anos,  semi-nuas, em poses sensuais.

O sucesso foi imediato. Dos 500 exemplares impressos, metade foi vendida naquela mesma noite. Depois de receber o apoio de amigos, familiares e artistas, Cabral saiu do lançamento e foi para a Argentina cobrir um campeonato de esqui.

Quando o fotógrafo voltou ao Brasil, dez dias depois, o cenário era completamente diferente. Por determinação da justiça, seu livro foi apreendido. Cabral,  algumas meninas fotografadas e seus pais – que autorizaram o trabalho – foram levados a julgamento sob acusação de incentivarem a pornografia infantil.

Depois de mais dois anos de processo, cinco audiências e muita repercussão na mídia, Cabral foi considerado inocente.

Por  ordem judicial, os 236 exemplares do livro que não haviam sido vendidos no vernissage,  foram guardados em casa até a resolução do caso. Nesse momento, porém, sua vida profissional já estava muito diferente. Seu nome, que teria saído na folha ilustrada também estampava páginas policiais. Cabral esteve em muitos programas de televisão e saiu nas capas dos principais jornais do país. A essa altura, ele já havia se tornado um profissional muito conhecido. Foi procurado por muitas celebridades, que pediam para serem fotografadas por ele.

Agora, 20 anos depois, Cabral está lançando o livro “25 Anos do Artista”, uma coletânia de 365 fotos que resumem seu olhar fotográfico durante esses anos de carreira. Curiosamente, “Anjos proibidos” não integra a coleção.

Depois de toda a discussão e reflexão sobre pornografia x sensualidade e sobre quais são os limites da arte – é legítimo impor limites para o artista? – incitada pelo livro, a obra, é hoje, objeto de colecionador. Uma raridade só encontrada, esporádicamente, em ofertas na internet, por preços que variam de R$10 mil a R$16 mil.

_______________________________________________________________________________________________

Coletânia

25 anos do Artista, de Fábio Cabral. Edição do autor, 365 páginas. R$ 90.

_______________________________________________________________________________________________

*Fotos: Fábio Cabral / Montagens: Equipe OpenCloset

2 Respostas to “Anjos polêmicos”

  1. Ale Salles 23/11/2011 às 10:57 #

    Complementando, os ultimos 236 exemplares que ficaram anos quardados, foram comercializados no estand da extinta revista PAPARAZZI provavelmente no final dos anos 90. Junto com o livro, distribuiram um Flyer onde dizia-se claramente que este livro JAMAIS será editado no Brasil, mantendo este caracter de exclusividade.

  2. Dani Bahiense 03/06/2011 às 17:38 #

    A arte tem que ter limites sim. Não regulamentação, muito menos regras, mas algo que vá além do bom senso do autor.
    Acredito que fazendo cumprir a ética já estamos em um bom caminho.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: